Não quer

Temer chama possibilidade de novas eleições de “golpe”

Vice-presidente afirma que possibilidade não está prevista na Constituição

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Diante dos rumores de que a presidente Dilma Rousseff e o PT estão perto de aceitar a possibilidade de novas eleições, o vice-presidente da República, Michel Temer, deixou clara a sua opinião sobre o tema. Segundo informações da Folha de S. Paulo, Temer chamou de “golpe” uma convocação de novo pleito, porque, de acordo com ele, é algo que não está previsto na Constituição. 

Temer teria feito esta declaração em encontro com dirigentes sindicais no Palácio do Jaburu. Ele ainda disse que se a presidente Dilma sofrer o impeachment, ele dialogará com todos os partidos, inclusive o PT. 

Especiais InfoMoney:

PUBLICIDADE

Carteira InfoMoney rende 17% no 1º trimestre; CLIQUE AQUI e baixe!

Trader que perdeu R$ 285.000 com Telebras conta como deu a volta por cima

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa