Entrevista ao Valor

TCU fará história, diz Nardes: “quem está no poder há 12 anos não aceita contestações”

Relator das contas de Dilma Rousseff afirmou ao Valor que 2015 tem sido o seu ano mais duro no Tribunal

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o relator das contas da presidente Dilma Rousseff no TCU (Tribunal de Contas da União), Augusto Nardes, afirmou que o Tribunal de Contas fará história ao julgar as contas. “O TCU fará história”. 

Para ele, “quem está no poder há 12 anos não aceita contestações”, referindo-se ao clima hostil em torno do julgamento. Nardes acredita que as crises política e econômica estão se aprofundando e afirma que impeachment é um problema do Congresso. 

O jornal destaca que, após três pedidos de extensão de prazo para o governo se defender, Nardes está em vias de agendar o julgamento. O relator e sua equipe devem começar a elaborar o voto que será levado para deliberação do plenário. Espera-se que o julgamento ocorra em 14 ou 21 de outubro. 

PUBLICIDADE

Na entrevista, Nardes afirmou que 2015 tem sido seu ano mais duro no Tribunal – ele está lá há 10. A possibilidade de rejeitar as contas expôs os ministros a muitas pressões. 

“Em 80 anos, é a primeira vez que se faz o contraditório. Isso muda a história. O tribunal sai muito maior do que antes”, afirma, ressaltando que a sociedade foi “a maior prejudicada” pelos 12 anos em que o Congresso Nacional deixou de julgar as contas do governo.