Pedaladas

TCU deve rejeitar contas de Dilma referentes a 2015, diz Valor

Os técnicos do tribunal devem indicar que o governo fez uso de medida provisória para efetuar mudanças na destinação de receitas vinculadas, prática proibida

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Motivo para a abertura de processo de impeachment e afastamento do cargo da presidente Dilma Rousseff, irregularidades nas contas do governo devem ser motivos para o Tribunal de Contas da União, a exemplo do que ocorreu no ano passado, recomendar a reprovação das contas referentes ao exercício de 2015. Conforme conta reportagem do jornal Valor Econômico, o diagnóstico dos auditores será enviado nos próximos dias para o gabinete do ministro José Múcio, que pretende levar o caso ao plenário do TCU na segunda semana de junho.

Os técnicos do tribunal devem indicar que o governo fez uso de medida provisória para efetuar mudanças na destinação de receitas vinculadas, prática proibida. Além disso, foram apontados calotes do governo em pagamentos que deveriam ter sido feitos ao BNDES e Banco do Brasil, além dos atrasos no pagamento das faturas referentes ao Programa de Sustentação do Investimento e o Safra Agrícola.