Taxa de aprovação do primeiro-ministro do Japão cai após eleições legislativas

Embora maioria dos eleitores apoie, aumento do imposto do consumo pode ter levado à perda do partido de Kan no Congresso

SÃO PAULO – A taxa de reprovação ao governo do primeiro-ministro Naoto Kan subiu para 52,2%, enquanto a taxa de aprovação diminuiu para 36,3%, de acordo com a nova pesquisa de opinião da agência japonesa Kyodo News.

A pesquisa, realizada nos dois dias após as eleições legislativas do país, na qual o Partido Democrático do Japão, partido de Kan, sofreu grande perda, mostra que 52,8% disseram que o primeiro-ministro não precisa renunciar. Apenas 15,2% dos japoneses gostaria que ele desistisse do cargo.

Quando tomou posse, no início de junho, a taxa de aprovação de Kan era de 61,5%. A taxa atual é ainda menor que os 43,4% registrados na última pesquisa, feita entre 7 e 8 de julho, pouco antes das eleições. Nessa data, a reprovação era de apenas 43,2%.

PUBLICIDADE

Imposto
A coalizão do partido de Kan, o DPJ, perdeu a maioria das cadeiras devido aos discursos do primeiro-ministro defendendo o aumento na taxa sobre o consumo, uma medida que teria levado à queda no apoio da população ao partido.

Porém, a última pesquisa mostrou que 52,5% dos eleitores no Japão concordam com o aumento no imposto, como forma de ajudar no equilíbrio fiscal e na segurança social do país.