Taro Aso anuncia sua candidatura à sucessão de Junichiro Koizumi

Em setembro, será decido quem liderará o Partido Liberal Democarático; o vencedor deverá se tornar primeiro-ministro

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ministro das Relações Exteriores do Japão, Taro Aso, anunciou, nesta segunda-feira, sua candidatura à sucessão do primeiro ministro do país, Junichiro Koizumi, na liderança do Partido Liberal Democrático (PLD).

Como o partido tem maioria no parlamento, o candidato que vencer nas urnas muito provavelmente irá substituir Koizumi também na liderança do país, no cargo de primeiro ministro.

Aso, com 65 anos e natural de Fukuoka, se posicionou contra mais elevações na taxa básica de juro japonesa, que permaneceu em 0% ao ano por seis anos e subiu 0,25% recentemente, e defendeu o esforço no sentido de melhorar as relações com as vizinhas China e Coréia do Sul.

Abe e Tanigaki são favoritos nas pesquisas

Aprenda a investir na bolsa

As eleições serão em 20 de setembro, quando vence o mandato de Koizumi, que anunciou que não irá concorrer novamente. As pesquisas de intenção de voto têm apontado o secretário-chefe do gabinete, Shinzo Abe, como favorito, apesar de ele não ter formalizado sua candidatura.

Outro nome no páreo é o do ministro das Finanças, Sadakazu Tanigaki, em segundo lugar. A despeito dos números favoráveis a seus concorrentes, Aso prometeu ir à luta pela vitória.