Radar político

Sucesso da Lava Jato, recomeço de Dilma e suspiro de Cunha: o radar político do dia

Veja as principais notícias desta quarta-feira no Radar Político

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A quarta-feira trouxe notícias políticas para todos os interesses. No olho do furacão da Câmara dos Deputados, o presidente afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) conseguiu uma sobrevida na Comissão de Constituição e Justiça, ao passo que, na casa vizinha, José Eduardo Cardozo leu para os senadores a carta de defesa de Dilma Rousseff contra o impeachment. Do sul do país, o ex-marido da presidente afastada continua pessimista sobre o desfecho da história, mas garante que a petista não joga a toalha, embora já comece a fazer planos para o recomeço na capital gaúcha.

Confira as principais notícias do Radar Político:

Relator recomenda anular votação no Conselho de Ética contra Cunha
O relator do recurso do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania contra a decisão do Conselho de Ética de encaminhar ao Plenário pedido de sua cassação, deputado Ronaldo Fonseca (Pros-DF), decidiu anular a votação final do conselho, por entender que a forma como foi feita não está prevista no Regimento da Câmara. Já há três votos em separado contrários ao recurso, mas é esperado que seja feito um pedido de vista, o que levaria a votação para a próxima semana. [leia mais clicando aqui]

Aprenda a investir na bolsa

Ministro diz que ajuste fiscal não será possível apenas com corte de despesa
O ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, avaliou, nesta quarta-feira (6), que o ajuste fiscal necessário para o País não será possível apenas com o corte de despesas. Sem falar em aumento de tributos, ele afirmou que o governo também precisa trabalhar para estimular a recuperação da economia e, consequentemente, a retomada da arrecadação. “Não dá para cortar R$ 300 bilhões na despesa. Então, temos que recuperar a economia e conter a despesa”, afirmou, durante audiência pública conjunta das comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. [leia mais clicando aqui]

Senadores divergem na CAE sobre efeitos de aumento concedido aos servidores
Os senadores debatem na manhã desta quarta-feira, 6, os projetos de reajuste dos servidores federais que já foram aprovadas pela Câmara dos Deputados. A audiência pública conjunta das comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Constituição e Justiça (CCJ) conta com as presenças do presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-RN) e do ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira. [leia mais clicando aqui]

Em carta a senadores da Comissão do Impeachment, Dilma diz que é alvo de farsa
Em carta de defesa enviada à Comissão Processante do Impeachment no Senado, a presidenta afastada Dilma Rousseff afirmou hoje (6) que é uma mulher honesta e prometeu lutar com todos os instrumentos legais de que dispõe para exercer seu mandato até o fim. Ela preferiu não comparecer à reunião do colegiado destinada a ouvi-la e foi representada pelo seu advogado, José Eduardo Cardozo que leu o documento de 28 páginas. Com o fim da sessão, o presidente da comissão, senador Raimundo Lira (PMDB-PB), confirmou que o colegiado só voltará a se reunir no dia 2 de agosto, a partir do meio-dia, para ouvir a leitura do relatório de Antonio Anastasia (PSDB-MG). [leia mais clicando aqui]

Lula volta a Brasília para ajudar Dilma com votos no Senado
Incomodado com a hesitação em torno da articulação pela proposta de plebiscito popular para a convocação de novas eleições, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai a Brasília nesta quarta-feira (6) para se reunir com senadores sob a retórica de que, caso Dilma Rousseff volte à presidência, o governo será “diferente”, com ele no comando. As informações são do jornal Folha de S. Paulo, que apurou que o petista, porém, se convenceu de que a proposta de um plebiscito para um novo pleito presidencial não é suficiente para reverter o impeachment. Para ele, a ideia só seria viável se ao menos 27 senadores a apoiassem publicamente. [leia mais clicando aqui]

Ex-marido diz que, apesar de otimista, Dilma já pensa em como seria recomeço no RS
Conforme conta o jornal O Estado de S. Paulo, o advogado trabalhista Carlos Araújo acredita que reverter o impeachment no Senado é “improvável”, mas garante que Dilma é otimista. No entanto, ele revela que a petista já pensa em como seria o recomeço na capital gaúcha. [leia mais clicando aqui]

PUBLICIDADE

Lula pede a Moro que se declare suspeito para julgá-lo; juiz diz que se pronunciará nos autos
A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva protocolou hoje (5) dois pedidos para tirar o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, da condução dos processos que envolvem o petista. Em um dos pedidos, os advogados querem que Moro reconheça impedimento para julgar processos que envolvem Lula. Em outra ação, a defesa apresentou um questionamento ao Supremo Tribunal Federal (STF) por Moro ter usurpado competência da Corte ao autorizar escutas de autoridades com foro privilegiado. [leia mais clicando aqui]

Delações sobre Aécio estão sendo feitas com “gosto” por empreiteiros
O senador Aécio Neves (PSDB-MG) é um dos alvos das delações premiadas de empreiteiras, que estão sendo feitas “com prazer” pela OAS e Odebrecht quando é para citar o tucano, de acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. Já o senador licenciado e atual ministro de Relações Exteriores José Serra (PSDB-SP), na visão deles, não levantou a Lava Jato como bandeira. Por isso, citações a ele têm sido feitas com mais constrangimento. [leia mais clicando aqui]

Cresce apoio da população à Lava Jato, revela pesquisa
Levantamento realizado pela Ipsos e apresentado por matéria do portal Estadão revela que 85% dos brasileiros apoiam a continuidade das investigações da maior operação de combate à corrupção no país independentemente de seu impacto na situação econômica do país. O índice é seis pontos percentuais maior que o constado pelo instituto de pesquisas em janeiro. A margem de erro é de três pontos para cima ou para baixo. [leia mais clicando aqui]

Janot aponta Maranhão como lobista em fraude em fundos de previdência
Conforme noticiou o jornal Folha de S. Paulo nesta quarta, em petição ao STF (Supremo Tribunal Federal), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que investigação deflagrada pela Polícia Federal detectou indícios de que o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), e outros parlamentares “faziam o papel de ‘lobistas’ do esquema” suspeito de ter fraudado fundos de previdência de servidores de diversas prefeituras. [leia mais clicando aqui]

General que defende golpe de 64 é indicado para presidir a Funai
Segundo a Folha de S. Paulo, o general da reserva do Exército Sebastião Roberto Peternelli Júnior confirmou ter recebido e aceito um convite do PSC para presidir a Funai (Fundação Nacional do Índio). [leia mais clicando aqui]