Análise

STF deve manter decreto sobre vendas de campos da Petrobras

Texto regulamenta a governança de ativos e tem papel fundamental no plano de desinvestimento previsto pela estatal para reduzir seu montante de dívidas

STF (Supremo Tribunal Federal)

O Supremo Tribunal Federal vai julgar nesta quarta-feira (7) a validade do decreto que define regras para cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás pela Petrobras. A maioria dos ministros deve ser favorável a manutenção da regras.

O decreto foi contestado pelo PT, em 2018, e chegou a ser suspenso por liminar do ministro Marco Aurélio Mello em dezembro daquele ano. Essa decisão foi revogada pelo presidente da Corte, Dias Toffoli.

O decreto regulamenta a governança de ativos e tem papel fundamental no plano de desinvestimento previsto pela estatal para reduzir seu montante de dívidas. A expectativa é que o plenário aplique a mesma lógica da decisão tomada em outro julgamento, no caso da venda de subsidiárias de estatais e permite às cessões de direitos sem necessidade de licitação.

Quer saber as previsões dos maiores analistas de risco político do Brasil? Insira seu e-mail abaixo e receba com exclusividade todas as edições do Barômetro do Poder:

[hubspot formid=”d8e08d8d-2903-4e66-a4a4-1e6812a093f0″]