Política

STF alega incompetência para investigar Dilma Rousseff

Dilma aparece na mesma petição do ex-ministro Antonio Palocci; o caso do ex-ministro será enviado para primeira instância.

SÃO PAULO – A presidente Dilma Rousseff não será investigada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) por envolvimento na Operação Lava Jato, da Petrobras (PETR3; PETR4), apesar de ter sido citada em uma das petições enviadas pela Procuradoria-Geral da República ao Supremo.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, alegou incompetência para investigar a presidente. Dilma aparece na mesma petição do ex-ministro Antonio Palocci. O caso do ex-ministro será enviado para primeira instância. 

Na decisão, Teori seguiu o entendimento de Janot e disse que Dilma não poderia ser responsabilizada por atos “estranhos ao exercício de suas funções”, apontando que ela não poderia responder por fatos anteriores ao mandato. 

PUBLICIDADE

O senador Aécio Neves (PSDB) também foi citado, mas terá a investigação arquivada. 

Confira a lista completa dos políticos que serão investigados por envolvimento na Lava Jato.