Impeachment

STF: ação sobre ordem de votação do impeachment fica com Marco Aurélio Mello

Partido pede que, se o artigo do regimento da Câmara usado por Cunha for considerado constitucional, que a votação seja intercalada com votos de deputados do Sul e do Norte, em vez de começar pelo Sul e terminar pelo Norte

(Bloomberg) – A ação direta de inconstitucionalidade apresentada pelo PC do B pede que seja alterada a ordem de votação do impeachment decidida pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha, segundo íntegra do documento divulgada pelo STF.

Partido pede que, se o artigo do regimento da Câmara usado por Cunha for considerado constitucional, que a votação seja intercalada com votos de deputados do Sul e do Norte, em vez de começar pelo Sul e terminar pelo Norte

E que, se o artigo usado por Cunha for inconstitucional, que seja seguida a ordem alfabética para o voto dos deputados

PUBLICIDADE

NOTA: Votação do impeachment seguirá ordem do painel: 1º os deputados do Sul, seguidos por Centro-Oeste, Sudeste, Nordeste e Norte, disse Cunha em 13/abril

AGU pediu nesta 5ª-feira que STF conceda liminar para barrar votação do impeachment na Câmara

Esta matéria foi publicada em tempo real para assinantes do serviço BloombergaProfessional.

Especiais InfoMoney:

Carteira InfoMoney rende 17% no 1º trimestre; 5 novos papéis entraram no portfólio de abril

Trader que perdeu R$ 285.000 com Telebras conta como deu a volta por cima

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa