Efeito Obama

S&P 500 pode cair até 25% antes das eleições nos EUA, alerta Nomura

Para o banco japonês, principal índice de ações norte-americano será pressionado pelo período eleitoral

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O estrategista do Nomura, Bob Janjuah, acredita que o índice de ações S&P 500, poderá despencar de 20% a 25% antes das eleições presidenciais no país. “A melhor coisa para fazer agora – como já havia falado em abril e em junho – é se preparar para as grandes chances do S&P cair de 20% a 25%, abaixo dos 1.400 pontos, até novembro, e alcançar um patamar menor do que os registrados no ano passado”, afirma o especialista do banco japonês.

A declaração foi realizada por meio de nota, divulgada nesta terça-feira (21). Para Janjuah, se ocorrer esse tombo no índice norte-americano, haverá uma corrida compradora para o dólar e também para os títulos de dívida do governo dos EUA e de países centrais europeus, como Alemanha e Reino Unido.

A análise vem em um momento completamente oposto ao que tem sido visto no mercado norte-americano, já que o S&P 500 alcançou na manhã desta terça-feira seu maior patamar desde 2008, chegando à máxima de 1.426 pontos.

PUBLICIDADE

No dia 6 de novembro, os Estados Unidos irão escolher o novo presidente do país para os próximos 4 anos. Estão na disputa o democrata Barack Obama, que busca a reeleição do seu mandato, e o republicano Mitt Romney.

Veja mais: para HSBC, eleição americana não terá impacto na economia do país em 2013

Mau humor já começa com o Fed
De acordo com o estrategista, o presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, porém, decepcionará os mercados na próxima semana em Jackson Hole, onde o Federal Bank da cidade de Kansas realiza seus simpósios anuais de politica econômica.

O estrategista do Nomura acrescenta que o Banco Central Europeu também desagradará os investidores. “Logo os mercados vão perceber que nem o BCE, nem governantes da Zona do Euro vão honrar suas promessas”, adicionou Janjuah.