PAC das Concessões

Sistema FIRJAN apoia programa do governo e acredita que RJ será fortalecido

Para entidade, a privatização de rodovias beneficiará todas as regiões do País e ajudará na melhoria dos corredores de exportação

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em nota, o Sistema FIRJAN informou avaliar como altamente positivo o pacote de concessões anunciado na manhã de ontem (15) pelo governo federal. Para a entidade, a medida que altera a logística nacional beneficiará todas as regiões do País, já que trará melhorias aos corredores de exportação e aumentará a integração dos principais polos de produção agropecuária e mineral.

No Rio de Janeiro, em particular, as melhorias serão ainda mais significativas. “No modo rodoviário, as duplicações da BR 040 – trecho de Juiz de Fora, Minas Gerais e Brasília – e a BR 116, em Minas Gerais, favorecerão a ampliação da área de influência dos portos fluminenses, aumentando a capacidade de atração de cargas”, declara a FIRJAN, que acredita ainda que a duplicação do trecho baiano da BR 101 criará um grande corredor complementado pela duplicação da rodovia no Espírito Santo, já concedida à iniciativa privada.

Ferrovias
E no caso das ferrovias, os benefícios não terão menor importância. A expectativa da entidade é que as construções do Ferroanel de São Paulo – trecho entre Nova Iguaçu (RJ) e Vitória (ES) -, assim como o trecho entre Campos dos Goytacazes (RJ) e Uruaçu (GO), devam favorecer, principalmente, as zonas industriais e agrícolas.

Aprenda a investir na bolsa

“Os trechos irão passar pelo pelo Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais e atingirão o polo agropecuário de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul”, informa a FIRJAN, que ressalta que é preciso resolver ainda a questão dos projetos já vigentes, especialmente os da primeira fase.

“O País precisa urgentemente que seja construída a nova pista da BR 116 na Serra das Araras e a nova pista da BR 040 na Serra de Petrópolis, onde estão os maiores gargalos rodoviários do Brasil”, informma o Sistema.

PAC das Concessões
O programa do governo foi anunciado ontem e prevê investimentos de R$ 133 bilhões em 7,5 mil quilômetros de rodovias, além de 10 mil quilômetros de ferrovias avaliadas em R$ 91 bilhões.