Shinzo Abe é eleito novo premiê do Japão e anuncia seu gabinete

Ele será o mais jovem líder em 65 anos; principais desafios serão reduzir dívida pública e reatar laços com países vizinhos

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Shinzo Abe, de 52 anos, foi eleito nesta terça-feira o novo primeiro ministro do Japão. Ele substitui Junichiro Koizumi, governante popular responsável pelas reformas que tiraram o país da terceira recessão econômica em uma década.

Abe foi eleito com ampla maioria, ou 339 votos entre 476, assim como na semana passada para liderar o Partido Liberal Democrático (PLD), majoritário no parlamento.

Desafios e compromissos

Ele governará um país que caminha rumo à maior expansão em 60 anos e seus principais desafios serão reduzir a dívida pública nacional, a maior do mundo, e reatar os enfraquecidos laços do Japão com as vizinhas Coréia do Sul e China.

Aprenda a investir na bolsa

Em sua campanha, o novo líder se comprometeu a cortar os gastos do governo, dobrar o investimento estrangeiro no país e revisar a constituição pacifista japonesa.

Novo gabinete

A lista das pessoas que comporão se gabinete, divulgada durante o dia, causou surpresas. Koji Omi, veterano do partido, foi escolhido para o Ministério das Finanças, apesar de não ser especialista em políticas monetárias ou fiscais, segundo analistas.

No mais, Taro Aso, seu concorrente na votação desta terça-feira, foi mantido no cargo de ministro das Relações Exteriores e, para o posto de secretário chefe, que ele mesmo ocupou durante o mandato de Koizumi, foi apontado Yasuhisa Shiozaki.

Duas mulheres entraram na lista (Hiroko Ota, ministra das Políticas Econômicas e Fiscais, e Sanae Takaichi, ministra de Okinawa e de assuntos dos Territórios do Norte) e apenas uma pessoa do Partido New Komeito, parceiro do LDP na atual coalizão, foi nomeada para o gabinete (Tetsuzo Fuyushiba, ministro da Terra, Infra-estrutura e Transportes).

Abe e Koizumi

Abe, cujo pai foi ministro das Relações Exteriores e o avô um antigo premiê, será o primeiro líder nacional nascido após a II Guerra Mundial e o mais jovem em 65 anos.

Koizumi, 65 anos, renunciou antes da eleição, após cinco anos e meio de governo. As principais características desse período foram a sua popularidade junto ao povo e as reformas econômicas que implementou.

PUBLICIDADE