Shinzo Abe anuncia oficialmente sua candidatura à sucessão de Koizumi

O secretário-chefe do gabinete do governo do Japão é aclamado como favorito à liderança do PLD e, posteriormente, do país

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O secretário-chefe do gabinete do governo do Japão, Shinzo Abe, anunciou oficialmente nesta sexta-feira sua candidatura ao posto de presidente do Partido Liberal Democrata (PLD), o partido em situação no governo do país.

As eleições serão realizadas em 20 de setembro, quando expira o mandato de Junichiro Koizumi, primeiro ministro japonês e líder do PLD, que já avisou que não irá concorrer novamente.

Como o partido tem maioria no parlamento, quem for eleito muito provavelmente também será escolhido, posteriormente, para suceder Koizumi na liderança do país.

Planos

Aprenda a investir na bolsa

Abe, de 51 anos e vindo de uma família de forte presença na política japonesa, é conhecido por seu conservadorismo e pelo posicionamento radical em relação à China e à Coréia do Norte.

Entre seus planos estão a reformulação da Constituição nacional, elaboradas por mãos norte-americanas no fim da II Guerra Mundial, e uma reforma drástica na educação. Estreitar alianças com os EUA e reforçar as relações diplomáticas na Ásia também estão entre as prioridades.

Favorito

Antes mesmo de anunciar sua candidatura, Abe já era apontado como favorito: mais de 180 dos 403 parlamentares do partido já expressaram seu apoio a ele. Se for eleito, será o primeiro líder nacional nascido após a II Guerra.

Outros dois candidatos são o ministro das Finanças, Sadakazu Tanigaki, e o das Relações Exteriores, Taro Aso.