Serra atribui colapso dos aeroportos à falta de investimento no governo Lula

Candidato rebateu afirmações da opositora Dilma Rousseff, de que ineficiência no transporte aéreo se deve à governos anteriores

SÃO PAULO – Os dois principais candidatos à presidência da República, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), voltaram a se enfrentar nesta terça-feira (3), desta vez trazendo o atraso dos voos nos aeroportos brasileiros ao foco. Serra acusou o governo federal de, por falta de investimentos, ter causado um colapso nos aeroportos brasileiros. Na véspera, Dilma havia culpado os governos anteriores pela ineficiência do transporte aéreo.

“Não se fez nada em oito anos. Isto é tempo suficiente para reformar todos os aeroportos brasileiros com o pé nas costas”, disse Serra em visita ao bairro de Heliópolis, na capital paulista. 

Serra falou sobre os aeroportos ao ser questionado sobre os atrasos da GOL nos últimos dias. Na segunda-feira (2), Dilma declarou que por muito tempo não houve investimentos nos aeroportos brasileiros e culpou os governos que antecederam a gestão de Luiz Inácio Lula da Silva. “Conseguimos recuperar vários aeroportos, mas, em oito anos, você não faz tudo”, disse a ex-ministra.

PUBLICIDADE

Serra rebateu a afirmação de sua adversária dizendo que “não faz sentido esperar o final do governo para dizer que a culpa é dos oito anos anteriores”. Segundo ele, o governo de Fernando Henrique Cardoso edificou novos aeroportos em ao menos 10 Estados e a superlotação é fruto da falta de investimentos nesta década, quando somente foram feitos “planos e anúncios”.

O ex-governador culpou a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) por não utilizar os recursos de seu orçamento para realizar obras em diversos estados. “Dos 20 principais aeroportos do Brasil, 19 estão em colapso, congestionados e afogados. Isso tem reflexo no tempo de espera dos passageiros”, disse Serra.