Atendendo a pedido

Sergio Moro adia depoimento de Lula na Lava Jato; leia íntegra da decisão

A alegação da polícia é que seria necessário mais tempo para que a segurança local fosse organizada, já que os próximos dias reservam uma greve geral (28/04) e o feriado do dia do Trabalho (01/05)

SÃO PAULO – O juiz Sergio Moro, responsável pela condução dos processos pela operação Lava Jato em primeira instância em Curitiba (PR), decidiu alterar a data do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de 3 de maio para 10 de maio, atendendo a pedido da Polícia Federal e da Secretaria de Segurança Pública do Paraná.

A alegação da polícia é que seria necessário mais tempo para que a segurança local fosse organizada, já que os próximos dias reservam uma greve geral (28/04) e o feriado do dia do Trabalho (01/05).

O processo em que Lula será ouvido é relacionado ao tríplex em Guarujá (SP), no qual o petista é acusado de obter vantagens indevidas junto à empreiteira OAS. A defesa do ex-sócio da companhia, Léo Pinheiro, entregou à Justiça Federal do Paraná documentos que tentam comprovar o que foi dito pelo executivo em depoimento na semana passada. Na ocasião, Pinheiro afirmou que o imóvel era de Lula. A defesa do ex-presidente nega.

PUBLICIDADE

Leia a íntegra do despacho:

A ação penal está em fase final de instrução, com a realização dos interrogatórios.

O interrogatório de Luiz Inácio Lula da Silva foi designado para 03/05/2017, às 14:00.

O Ilmo. Sr. Secretário de Segurança Pública do Estado do Paraná e o Ilmo. Sr. Superintendente da Polícia Federal no Paraná requereram, no evento 738, mais tempo para providências de segurança.

Decido.

É possível que, na data do interrogatório ocorram manifestações favoráveis ou contrárias ao acusado em questão, já que se trata de uma personalidade política, líder de partido e ex-presidente da República.

PUBLICIDADE

Manifestações são permitidas desde que pacíficas.

Havendo, o que não se espera, violência, deve ser controlada e apuradas as responsabilidades, inclusive eventuais incitadores.

Considerando que as forças de segurança pleitearam tempo adicional para os preparativos necessários, redesigno o interrogatório de Luiz Inácio Lula da Silva para 10/05/2017, às 14:00.

Comuniquem-se o Ilmo. Sr. Secretário de Segurança Pública do Estado do Paraná e o Ilmo. Sr. Superintendente da Polícia Federal do Paraná.

Desde logo, esclareço que, na referida audiência, será, por questões de segurança, permitida somente a presença do MPF, dos advogados, do Assistente de Acusação, do acusado e de seus advogados e dos defensores dos demais acusados, sem exceções.

Ciência às partes na audiência de hoje. Fica a Defesa de Luiz Inácio Lula da Silva, conforme compromissos assumidos, encarregada de cientificá-lo da redesignação. A ausência no dia 03/05 será interpretada como efetiva ciência.

Curitiba, 26 de abril de 2017.