Política

“Ser deputado é tranquilo… Faço de conta que trabalho”, diz Maluf à BBC

"Vou cumprir este mandato de deputado federal em 2018. Se estiver com boa saúde, não preciso fazer campanha para deputado. É só que dizer que sou candidato que estou eleito", disse

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Paulo Maluf (PP-SP) tem aparecido bastante no noticiário. Apesar de ser o deputado que menos compareceu nas reuniões da comissão especial do impeachment, indo a apenas 8 das 10 sessões, ele tem feito muitas declarações na imprensa, incluindo sua mudança de voto, que agora é a favor da saída de Dilma da presidência.

Nesta sexta-feira (8) a BBC Brasil publicou uma extensa entrevista com o deputado, onde ele fala bastante de sua visão do atual cenário político, além de comentar sua postura contra seu partido, o PP, e também o por que de sua mudança de voto em relação ao impeachment.

Na conversa ele também fez algumas declarações um pouco polêmicas, como é normal do deputado. “Vou cumprir este mandato de deputado federal em 2018, aos 87 anos. Se estiver com boa saúde, não preciso fazer campanha para deputado. É só que dizer que sou candidato que estou eleito. Executivo não tem mais”, disse. E completa: “(Ser) deputado é tranquilo: trabalho terça, quarta e quinta metade do tempo. Faço de conta que estou trabalhando”.

Aprenda a investir na bolsa

Sobre a mudança de postura e defesa do impeachment de Dilma, Maluf afirmou que não tem nada contra a presidente, mas que além de ser uma atitude contra o presidente de seu partido, Ciro Nogueira, também acredita que a petista perdeu o controle. “Ela é correta e decente, mas voto pelo impeachment”, afirmou, acusando o presidente de seu partido, o senador Ciro Nogueira (PP-PI), de ter negociado apoio ao governo sem consultar os demais políticos de sua base.

Ontem Maluf anunciou nas redes sociais que irá votar a favor do impeachment da presidente Dilma. Pelo Twitter e Facebook, Maluf disse que é “contra essas negociatas que o governo está fazendo com deputados”. Até então, ele havia anunciado voto a favor do governo.

No anúncio, Maluf afirmou que sua vida pública sempre foi o oposto desse tipo de negociação. “Já ganhei e perdi muitas disputas, mas sempre de maneira democrática e transparente, pois valorizo fortemente a democracia. Amo o Brasil e principalmente amo São Paulo”.

Especiais InfoMoney:

Confira a atualização do Guia 2016 e a Carteira InfoMoney de abril, que tem 5 novos papéis: CLIQUE AQUI

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa

PUBLICIDADE