Senado Federal entrará em recesso não oficial na próxima semana

Votações retornarão somente em julho; entre motivos alegados estão convenções municipais e festas juninas

SÃO PAULO – O Senado Federal entrará em recesso não oficial na próxima semana. Entre os motivos alegados pelos parlamentares está a necessidade de comparecimento a festas juninas em suas bases eleitorais.

De acordo com o presidente da Casa, Garibaldi Alves (PMDB), a decisão foi tomada em reunião com todas as lideranças partidárias, que concluíram haver dificuldade para atingir o quorum, motivando a transferência das votações para o dia primeiro de julho.

Convenções Partidárias

Além das festas populares, os parlamentares alegam haver grande envolvimento neste período com negociações políticas para as convenções municipais dos partidos, que delinearão as candidaturas e alianças, especialmente entre os dias 27 e 30 deste mês.

PUBLICIDADE

Com o acordo para o “recesso branco”, os Senadores receberão integralmente seus rendimentos, além de atrasarem processos legislativos, como a regulamentação da Emenda Constitucional 29, em cujo projeto consta a criação da CSS (Contribuição Social da Saúde).