Senado dos EUA aprova alterações para a cobrança de cartões de crédito

Novas normas visam limitar aumento de taxas cobradas e proteger o consumidor; medida depende da assinatura de Obama

SÃO PAULO – O Senado norte-americano aprovou na tarde desta terça-feira (19) uma mudança na legislação vigente para as administradoras de cartões de crédito, visando proteger consumidores de taxas abusivas e penalizações por atraso de pagamento.

A votação no Senado terminou com placar de 90 votos favoráveis à nova regulamentação e 5 votos contrários. Com a aprovação, o presidente Obama deve receber as novas normas para o segmento em sua mesa ainda esta semana, de acordo com a agência CNBC.

As companhias terão de publicar seus contratos na Internet e permitir que os consumidores paguem gratuitamente suas contas online ou por telefone. Qualquer elevação de taxa cobrada deve ser antecipada ao consumidor 45 dias antes de sua aplicação.

Apoio da Casa Branca

PUBLICIDADE

A tendência é que as alterações sejam assinadas pelo presidente Barack Obama, que já manifestou apoio às medidas. Na semana passada, Obama afirmou que “não questionamos o sucesso de uma companhia quando este sucesso é baseado em acordos honestos com os consumidores”.

Ações reagem mal

As ações do segmento reagem mal em Wall Street. Os papéis da American Express operam com queda de 2,3% na NYSE (New York Stock Exchange), enquanto os ativos da Visa cedem 2,1% e os da Mastercard se desvalorizam 1,8%.