Política

Senado adia para 17 de outubro a votação sobre o afastamento de Aécio Neves

Por determinação da primeira turma do STF, o tucano está afastado do mandato e cumprindo recolhimento domiciliar noturno desde a última semana

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Senado decidiu adiar novamente nesta terça-feira (3) para 17 de outubro a decisão da primeira turma do STF (Supremo Tribunal Federal) de afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e impor a ele o recolhimento domiciliar noturno. 

O adiamento foi confirmado após aprovação de requerimento apresentado pelo senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), que contou com apoio de 50 senadores e rejeição de outros 21. A decisão de não votar nesta terça-feira se deu para que o caso possa ser resolvido pelo próprio Judiciário. 

Alvo da operação Patmos em maio, Aécio foi denunciado em junho pela PGR (Procuradoria-Geral da República) pelo crime de corrupção passiva e de embaraço a investigações. O senador é acusado formalmente. 

PUBLICIDADE

(Com Agência Senado)