Política

Sem um “fardo” da reta: Temer recebe com alívio notícia de que Cunha está fora

A avaliação é que Cunha seria um fardo que Temer teria que carregar e pelo qual seria cobrado

SÃO PAULO – Um dos interlocutores mais próximos do vice-presidente teria dito que o Michel Temer recebeu “com alívio” notícia de afastamento de Eduardo Cunha da Câmara dos Deputados. As informações são da coluna de Lauro Jardim, do jornal O GloboA avaliação é que Cunha seria um fardo que Temer teria que carregar e pelo qual seria cobrado. 

O afastamento de Cunha beneficia Michel Temer, que pode assumir em breve a presidência da República, disse a MCM Consultores. Isso porque a permanência de Cunha na presidência da Câmara representava um constrangimento para Temer e alimentava o discurso petista contra o impeachment. 

Segundo a MCM, Cunha poderia ser um obstáculo às articulações para a aprovação do pacote de medidas que o novo governo deve encaminhar ao Legislativo. Ele quase certamente iria barganhar o apoio a essas medidas em troca de proteção contra a cassação de seu mandato. Além disso, quando o afastamento de Cunha for confirmado, Temer terá oportunidade de trabalhar pela eleição de um aliado confiável para comandar a Câmara”, afirma a consultoria.

PUBLICIDADE

Nesta segunda-feira, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki determinou o afastamento de Cunha do mandato de deputado federal.