Tumulto na Paulista

Sem-teto deixam acampamento em frente ao escritório da presidência em SP

Por volta das 9h30, as barracas de lona que ainda estavam na calçada começaram a ser desmontadas

Aprenda a investir na bolsa

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) iniciaram a remoção, na manhã de hoje (2), do acampamento montado ontem (1º) em frente ao escritório da Presidência na Avenida Paulista, em São Paulo. Eles reivindicam investimentos do Programa Minha Casa, Minha Vida 3, na categoria entidades.

Por volta das 9h30, as barracas de lona que ainda estavam na calçada começaram a ser desmontadas. Funcionários da limpeza do prédio removiam pichações da fachada, com dizeres como: “Fora Temer” e “Povo sem Medo”.

O recuo dos manifestantes ocorre após confirmação do governo federal de que o programa será mantido. “O Programa Minha Casa, Minha Vida será continuado sem qualquer interrupção. Os programas sociais são prioridade do governo interino Michel Temer”, informou o Ministério das Cidades em nota enviada ontem à Agência Brasil. A nota diz que o programa será aprimorado e ampliado, “na medida em que a economia permitir”.

Aprenda a investir na bolsa

“Foi uma vitória nossa, mas vamos nos manter na rua para garantir os nossos direitos. Não é só o Minha Casa, Minha Vida. Tem a questão do Sistema Único de Saúde [SUS], Bolsa Família, seguro-desemprego. Vamos continuar nas ruas para garantir que não seja cortado nenhum direito dos trabalhadores”, disse Zezito Alves, integrante da associação das famílias sem-teto.

Na noite de ontem, os manifestantes chegaram a ocupar o saguão do prédio onde fica o escritório da Presidência. A polícia jogou bombas de gás e spray de pimenta para dispersar o grupo. Houve confusão e tumulto.