AO VIVO Giba Coelho, analista técnico da XP, ensina como se tornar um trader consistente

Giba Coelho, analista técnico da XP, ensina como se tornar um trader consistente

Hélio Magalhães

Sem reforma, Previdência quebra o País, diz presidente do Citibank

"Precisamos resolver o problema do déficit fiscal. Temos que modernizar o Brasil", apontou Hélio Magalhães

O presidente do Citibank no Brasil, Hélio Magalhães, disse que as reformas estruturais “precisam ser feitas”, pois do contrário o País “entrará numa situação muito, muito complicada”. Magalhães participou do evento em homenagem ao prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), que recebeu o prêmio Pessoa do Ano da Brazilian-American Chamber of Commerce na noite desta terça-feira (16), em Nova York.

Para o executivo, os empresários têm de atuar nos “seus grupos de influência” para que as mudanças estruturais ocorram. Doria está certo, segundo ele, ao “convocar” empresários para se manifestarem para que o Congresso aprove as reformas trabalhista e da Previdência. “O que João Doria pediu é que pessoas que trabalham na vida privada que ajudem nesse discurso”, disse Magalhães, em referência à fala do prefeito durante a cerimônia.

“Precisamos resolver o problema do déficit fiscal. Temos que modernizar o Brasil”, apontou Magalhães. “Temos uma Previdência que está em colapso. O povo não entende por falta de conhecimento. Se não acontecer a reforma da Previdência, quem vai ser o maior prejudicado será o pobre. A Previdência vai quebrar o Brasil.”

PUBLICIDADE