Muita calma

Sem data marcada: MP “não tem pressa” para apresentar nova denúncia contra Temer, afirma Janot

Procurador-geral da República disse que está tranquilo caso governo ganhe na Câmara

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Orquestrante da denúncia contra Michel Temer por corrupção passiva, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou nesta segunda-feira (17) que o MP (Ministério Público) não tem pressa para apresentar uma nova denúncia contra o presidente. Os rumores apontam que Janot denunciará Temer por obstrução de justiça ainda este mês.

“O MP não tem pressa e nem retarda denúncia. Existem investigações em curso e essas investigações, uma está mais adiantada que outra, e se até o dia 15 de setembro, último dia útil do meu mandato, eu obtiver esse quadro definido, eu não posso deixar de fazer isso sob pena de prevaricar, de não praticar meu ato de ofício”, afirmou o procurador-geral que ministra uma palestra na capital dos Estados Unidos cujo tema é delação premiada. Segundo ele, “se alguma investigação estiver madura até o dia 15 de setembro, vou oferecer denúncia”.

Essa dúvida paira sobre os corredores de Brasília já que o governo deve ganhar a “batalha” na Câmara sobre a denúncia de corrupção passiva, que será votada em 2 de agosto, após o recesso parlamentar. Sobre essa possibilidade, Janot está tranquilo: “como eu vou aceitar a decisão [de rejeitar a denúncia contra Temer] da Câmara? Com a maior naturalidade possível. Eu fiz o meu trabalho. Cada um faz o seu. Não tenho como insistir nessa denúncia”.

Aprenda a investir na bolsa