Copom

Selic deve permanecer em 7,25% ao ano até o final de 2013, diz Credit

Banco acredita que novo corte de 0,25 ponto percentual na taxa deva ser o último realizado pelo Copom até pelo menos o final do ano que vem

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O corte de 0,25 ponto percentual na Selic anunciado na noite de quarta-feira (10) pelo Copom (Comitê de Política Monetária) marcou a 10ª redução consecutiva na taxa básica de juro brasileira. Contudo, essa nova mínima histórica de 7,25% ao ano deverá ser o patamar da Selic até pelo menos o final do ano que vem, avalia o Credit Suisse.

Em relatório divulgado nesta quinta-feira (11), os analistas do banco explicam que o comunicado divulgado pelo Copom após o fim da reunião já deixa claro que a redução em 0,25 p.p. deve-se à preocupação com a recuperação da economia doméstica e com o cenário externo deteriorado, o que acabou ofuscando os temores de uma aceleração da inflação no País..

“Esperamos maior recuperação econômica nos próximos trimestres e também estabilidade na produção industrial. Além disso, as medidas tomadas no Brasil para evitar a crise econômica devem surtir efeito e proteger a economia doméstica”, diz o banco suíço em relatório.

Aprenda a investir na bolsa

“Analisando o comunicado, agora esperamos que o Copomn mantenha a taxa Selic inalterada em 7,25% [ao ano] não apenas no próximo encontro dos dias 27 e 28 de novembro, como também pelo menos até o final de 2013”, finalizam os analistas.