Política

Seguindo o PRB, bancadas do PSD e PTB discutem abandonar o governo

No PSD, pressão pelo desembarque já é grande; no PTB, deputados discutirão durante reunião nesta quinta-feira se farão algum anúncio oficial de rompimento

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Após vir à tona o conteúdo de um diálogo telefônico entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente Dilma Rousseff, bancadas do PSD e PTB discutem desembarque do governo, segundo informações de O Estado de S. Paulo. Ontem, o PRB já havia anunciado que romperia com o PT. Juntamente com o anúncio de que deixará a base, o partido disse que colocaria o Ministério do Esporte, atualmente ocupado por George Hilton (PRB), à disposição da presidente. 

Nesta quinta-feira, o PSD, que está a frente do Ministério das Cidadas com Gilberto Kassab, já é grande a pressão pelo desembarque. Ontem, o líder do partido na Câmara, deputado Rogério Rosso (DF), avaliou  como “gravíssima” a conversa telefônica entre Dilma e Lula. 

No PTB, deputados discutirão durante reunião nesta quinta-feira se farão algum anúncio oficial de rompimento, embora já adotem uma postura “independente” da base. O partido está a frente do Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior, com Armando Monteiro. 

PUBLICIDADE

Ontem, o presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, anunciou que o partido deixaria a base aliada. “Não vemos norte para a situação do país”, justificou. Com a decisão, a bancada do partido na Câmara dos Deputados, atualmente com 21 parlamentares, e no Senado, que tem apenas um senador, passará a votar de forma independente no Congresso.