Se voto não fosse obrigatório, 30% dos brasileiros não votariam

Se não fosse obrigação, 51% dos brasileiros votariam. No Sul e Norte, índice é maior, de 60% em ambas as regiões

SÃO PAULO – Se o voto não fosse obrigatório no Brasil, 30% das pessoas deixariam de votar nas eleições brasileiras. É o que indica a pesquisa realizada pelo Instituto Vox Populi, a pedido da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), e divulgada na última terça-feira (12).

O levantamento mostra ainda que, dos 1.502 entrevistados, 8% afirmaram que provavelmente não votariam, enquanto 51% disseram que, com certeza, iriam votar. Os que provavelmente participariam das eleições representam 11%, e os indecisos, 1%.

Regiões

Considerando os resultados regionais, é no Nordeste que se encontra a maior porcentagem daqueles que não iriam votar, caso essa ação não fosse obrigatória: 34%. No Sudeste, esse índice é de 31%. Em seguida, aparecem Norte e Centro-Oeste, ambos com 27%, e a região Sul, onde 20% dos eleitores não votariam.

PUBLICIDADE

Entre os que afirmaram que participariam das eleições, Sul e Norte possuem os melhores índices, de 60% em ambos os casos. No Centro-Oeste, 55% dos entrevistados também votariam, e no Sudeste e Nordeste, 48% e 47%, respectivamente.

Entre os homens, 26% não votariam, e entre as mulheres, 33%. Em relação à faixa etária, o maior índice foi entre as pessoas com 40 a 49 anos, das quais 33% não iriam votar, se não houvesse a obrigatoriedade.

Escolha do candidato

A pesquisa também questionou os principais critérios de escolha dos candidatos pelos eleitores e indicou que 76% definem o seu voto mais pela pessoa e apenas 10% pelo partido. Outros 12% consideram tanto a pessoa quanto o partido.

Na definição do voto, as propostas de trabalho do candidato é o item mais importante para 73% das pessoas, e 59% consideram também os benefícios que o próprio bairro ou comunidade podem ter.