Eleição 2014

Se pesquisas mostrarem reeleição de Dilma, Ibovespa cai para 40.000 ainda este ano, diz Citi

Derrapada provocaria uma queda de aproximadamente 25% no índice e o empurraria ao menor patamar desde março de 2009

SÃO PAULO – Se as próximas pesquisas de intenção de votos apontarem para reeleição de Dilma Rousseff, o mercado terá um outro solavanco e levará o Ibovespa para 40.000 pontos antes do final de 2014, avalia a Citi Corretora. Essa derrapada provocaria uma queda de aproximadamente 25% no principal índice de ações da Bolsa em relação ao patamar atual (53.353 pontos no fechamento da última segunda-feira) e o empurraria ao menor patamar desde março de 2009. 

Apesar da forte reação no mercado sobre uma possível reeleição de Dilma, os analistas Stephen Graham e Fernando Siqueira acreditam que os planos da administração serão similares ao que a oposição também conseguirá executar. “Se começarem cedo, sob comando de um novo time econômico, e com algumas decisões sendo tomadas com antecedência, isso poderá levar a um rali de alívio após a eleição ou no início de 2015”, disseram. 

Comentários vindos do governo já sugerem um novo time econômico, acrescentaram. O mercado especula que o atual presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, passaria a ser ministro da Fazenda, cargo ocupado atualmente por Guido Mantega, enquanto o presidente do Banco Central seria Luiz Awazu Pereira da Silva, atual diretor de Assuntos Internacionais e Regulação do BC. 

PUBLICIDADE

As pesquisas para as potenciais indicações de Dilma é maior do que essa, entretanto, já parece mostrar sinais que a presidente quer dar um upgrade no seu time econômico, comentaram os analistas.