Guerra no PSB

“Se Amaral tiver o mínimo de caráter, ele se filia ao PT”, esbraveja Beto Albuquerque

O candidato à vice-presidente da chapa que era encabeçada por Marina Silva não aprovou a postura do ex-presidente nacional do PSB, que apareceu na propaganda eleitoral da presidente Dilma.

SÃO PAULO – Se o clima já estava ruim no PSB, as coisas devem piorar ainda mais depois que o ex-presidente da legenda, Roberto Amaral, gravou uma mensagem para o programa eleitoral de Dilma Rousseff, presidenciável do PT. A mensagem foi exibida no programa petista desta noite. Na semana passada, o partido decidiu apoiar a candidatura de Aécio Neves, do PSDB, mesmo à revelia de Amaral, que ainda estava no comando da sigla.

Para Beto Albuquerque (PSB), candidato à vice-presidente da chapa que era encabeçada por Marina Silva, o apoio de Amaral não deve representar nenhum obstáculo para Aécio na fase final da corrida presidencial, porque não estimulará uma migração de votos para a petista. 

“Se Amaral tiver o mínimo de caráter, ele se filiará ao PT. Ele não renunciou à presidência do partido como está dizendo por aí. Ele perdeu a presidência”, explicou o companheiro de chapa da ex-senadora. “Apoiar Dilma representa um desrespeito ao legado de Eduardo (Campos), que denunciou o desgoverno de Dilma e clamava por mudança no comando do Planalto”, completou.