Santander inicia cobertura de ações da Cemig e Copel com recomendação para compra

Entretanto, analistas do banco preferem empresa mineira, menos associada a riscos políticos e mais bem estruturada

SÃO PAULO – O Santander iniciou a cobertura das companhias do setor elétrico Cemig (CMIG4) e Copel (CPLE6), com recomendação para compra e preços-alvo fixados respectivamente em R$ 43,37 e R$ 32,91.

Todavia, a empresa mineira possui a preferência dos analistas do banco, em decorrência do critério de fluxo de caixa descontado. Entre os pontos positivos da empresa estão a expectativa de dividend yield em 7,5% para o quarto trimestre de 2007, bem como a recontratação de energia em 2012.

Riscos associados

Para o Santander, a Copel possui estrutura de capital menos eficiente e fraca distribuição de dividendos, além do risco político associado ao governo do estado do Paraná. Contudo, a recomendação de compra se deve em razão da empresa estar com múltiplos descontados.

PUBLICIDADE

Por outro lado, os analistas destacam negativamente a participação da Cemig no projeto Rio Madeira. Com base nas cotações do dia 12 de fevereiro, o upside para seus papéis é de 45,05%, enquanto para a Copel o potencial é de 23,35%.