Embargo

Rússia ainda não tomou uma decisão sobre bloqueio de carne brasileira

Principal motivo da paralisação das importações é a não garantia da presença do afitivo alimentar Ractopamina, proibido na UE

SÃO PAULO – A presidente Dilma Rousseff se prepara para apresentar em Moscou sua expectativa de que o mercado russo não imponha empecilhos à importação de carne bovina brasileira.

O principal motivo do bloqueio da importação é a Ractopamina, aditivo alimentar proibido na UE (União Europeia). A Rússia proibiu o uso do aditivo e exige do Ministério da Agricultura brasileiro uma certificação de inexistência da substância.

O Brasil já fez uma certificação nas exportações para a China, mas a legislação brasileira considera que a minuta enviada por Moscou contém termos inadequados. A Rússia é um dos maiores compradores de carne bovina e suína originária do Brasil e o mercado teme que o veto às importações possa atingir demasiadamente os frigoríficos brasileiros.

PUBLICIDADE

Além disso, questionamentos sobre a incidência ou não da doença “vaca louca” no país tem diminuido a confiança sobre a carne bovina, cuja importação já foi suspensa pelo Japão.