STF

Rosa Weber autoriza abertura de investigação contra José Serra em caso da JBS

Weber deu prazo de 90 dias para a Polícia Federal concluir a investigação contra o senador por suposto recebimento de R$ 7 milhões do Grupo JBS

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Rosa Weber autorizou nesta segunda-feira (28) a abertura de um inquérito para investigar o senador José Serra (PSDB-SP), por conta das delações de executivos da JBS. A decisão foi assinada em 18 de agosto, mas só entrou no andamento processual do STF.

Weber deu prazo de 90 dias para a Polícia Federal concluir a investigação contra o senador por suposto recebimento de R$ 7 milhões do Grupo JBS não declarados à Justiça eleitoral na campanha de 2010 à Presidência, via caixa 2.

O pedido de abertura de inquérito foi apresentado em junho pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Segundo ele, como o caso não tem relação direta com as fraudes investigadas na Lava Jato, deveria ser sorteado para novo relator. Por isso, o ministro Luiz Edson Fachin, que homologou as delações da JBS, pediu a chamada redistribuição, e Rosa Weber passou a conduzir o processo.

Aprenda a investir na bolsa

O empresário Joesley Batista, principal acionista do grupo, declarou que em 2010 repassou R$ 20 milhões para a campanha do tucano, dos quais apenas uma parte – R$ 13 milhões – teriam sido declarados.