Política

Rodrigo Janot volta a pedir a prisão de Aécio Neves

Este novo pedido deve ser julgado no STF na volta do recesso

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, voltou a pedir nesta segunda-feira (31) a prisão do senador Aécio Neves, além de seu afastamento do Congresso. A prisão do tucano já havia sido negada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello na primeira vez que foi pedida.

Aécio chegou a ser afastado de suas funções no Senado, mas Marco Aurélio acabou devolvendo o mandato do tucano ao analisar o caso. Este novo pedido deve ser julgado no STF na volta do recesso.

 Como a prisão e o afastamento já foram negados uma vez, o recurso será analisado pela Primeira Turma da Corte, formada pelos ministros Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Ricardo Lewandowski.

Aprenda a investir na bolsa

Aécio é acusado de corrupção passiva e obstrução da Justiça. Ele teria pedido e recebido R$ 2 milhões do executivo Joesley Batista, dono da JBS, além de ter atuado no Senado para atrapalhar as investigações da Lava Jato.