AO VIVO Aprenda a se proteger das armadilhas do trading e gerir seu risco no mercado

Aprenda a se proteger das armadilhas do trading e gerir seu risco no mercado

Temor estrangeiro

Revista americana coloca mosquitos Aedes perseguindo corredores em capa da semana

O desenho tem como título "Something in the Air" (Algo no Ar, em inglês), do americano Mark Ulriksen

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A tradicional revista americana New Yorker colocou como ilustração em sua edição desta semana um dos maiores temores dos estrangeiros em vir para o Rio de Janeiro agora durante dos Jogos Olímpicos: os mosquitos Aedes aegypti.

O desenho tem como título “Something in the Air” (Algo no Ar, em inglês), do americano Mark Ulriksen. Nela, cinco velocistas olímpicos aparecem fugindo de uma nuvem dos mosquitos transmissores do vírus zika e dengue. Um deles, inclusive, já está sendo picado no braço e perna.

No site oficial da publicação, o ilustrador, que colabora para a revista desde 1994, afirma que adora a Olimpíada. “Antes de começar, a Olimpíada do Rio já apresenta os inevitáveis estouros de orçamento e uma infraestrutura crucial que poderá ou não estar pronta a tempo, poluição das águas para as provas de canoagem, e acusações de doping contra a Rússia. E, sim, no topo de tudo, o mosquito transmissor do vírus que está assustando espectadores e atletas. Parece um microcosmo perfeito da era de ansiedade que estamos atravessando”, diz Ulriksen.

Aprenda a investir na bolsa

Nas últimas semanas tem sido comum ver publicações internacionais falando dos problemas e dificuldades que estamos tendo para sediar os Jogos por aqui. Um dos últimos artigos a serem divulgados foi o da colunista de esportes do Washington Post, Sally Jenkins, que afirmou que, com sorte, o evento escapará de um desastre de “larga-escala”, destacando que a culpa de uma eventualidade é do COI (Comitê Olímpico Internacional). 

No início de junho, foi a vez do The New York Times, que afirmou que a Olimpíada na Cidade Maravilhosa já é uma catástrofe. A publicação destacou os Jogos como um “desastre não natural” e, ao se referir ao decreto de calamidade pública feito pelo governador do estado, Francisco Dornelles, afirma: “medidas como essas são normalmente tomadas em caso de um terremoto ou inundação. Mas a Olimpíada deste ano é uma previsível e evitável catástrofe feita pelo homem”.

Confira a capa da The New Yorker:

The New Yoker