Crise no Rio

Retrato da crise: camelô faz sucesso ao vender “crachá provisório” da Petrobras no Rio (por uma razão especial)

O crachá, de acordo com o camelô, dá direito a um razoável desconto em vários restaurantes

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Falta de pagamento de salários, levando à venda de ativos e busca por linhas de crédito e alívio do governo federal: não é de hoje que a crise no Rio de Janeiro estampa os jornais e sites de economia.

Enquanto a crise não cessa no estado, novos fatos um tanto quanto curiosos ganham destaque, como o apontado pela coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, desta sexta-feira (26).

Segundo a coluna, um camelô, que faz ponto não muito longe do prédio-sede da Petrobras, no centro do Rio, vende com sucesso um acessório um tanto inusitado. Trata-se de um (falso) “crachá provisório” da Petrobras (PETR3;PETR4). O crachá, de acordo com o camelô, dá direito a um razoável desconto em vários restaurantes. Com a crise econômica, tal aquisição um tanto quanto suspeita acabou por se tornar uma alternativa para aqueles que estão sofrendo com a falta de dinheiro. O problema é saber agora se, com a repercussão, os estabelecimentos ainda farão o desconto. 

Aprenda a investir na bolsa

  Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear