Resultado nominal teve expressiva deterioração em julho na passagem mensal

Em relação ao mesmo período de 2006, porém, houve uma redução do déficit; pagamento de juros aumentou no período

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em julho, o governo apresentou um superávit primário de R$ 7,904 bilhões, superior ao resultado do mesmo período de 2006 (superávit de R$ 5,615 bilhões), porém inferior ao registrado em junho, de R$ 11, 647 bilhões.

No acumulado em 12 meses, o superávit soma R$ 106,953 bilhões, o que representa um avanço frente ao acumulado em doze meses de junho, que marcou R$ 104,664 bilhões.

Na base de comparação mensal, o pagamento de juros aumentou, ao passar de R$ 13,455 bilhões em julho de 2006 para R$ 14,087 bilhões no mesmo período desse ano.

Aprenda a investir na bolsa

Foi registrado também uma expressiva deterioração no resultado nominal, que passou de superávit de R$ 677 milhões em junho de 2007 para um déficit R$ 6,184 bilhões no sétimo mês deste ano, de acordo com a Nota de Política Fiscal divulgada pelo Banco Central nesta manhã. No mesmo período de 2006, foi registrado déficit de R$ 7,84 bilhões.

Resultados em relação ao PIB

Em relação ao PIB e considerando o fluxo em 12 meses, a participação dos gastos com juros nominais ficou em 6,45% no período terminado em julho, enquanto a parcela fora de 6,47% em junho.

A relação do superávit primário, por sua vez, teve um aumento ao passar de 4,30% para 4,37% do PIB, na mesma base de comparação. Com isso, o déficit nominal passou de 2,16% do PIB em junho, para 2,08% do PIB em julho.

A tabela abaixo compara a evolução da NFSP em julho de 2007, com aquela registrada no mesmo período do ano passado.
























R$ BilhõesJul/07Jul/06Var%
NFSP*+6,184+7,840-21,12%
Juros nominais*+14,087+13,455+4,70%
Resultado
primário*
-7,904-5,615+40,77%

*(+)Déficit (-)Superávit
Fonte: Banco Central

PUBLICIDADE