AO VIVO Aprenda a se proteger das armadilhas do trading e gerir seu risco no mercado

Aprenda a se proteger das armadilhas do trading e gerir seu risco no mercado

Resultado nominal registra melhora em agosto na passagem mensal

Em relação ao mesmo período de 2006, porém, houve uma elevação no déficit nominal e queda no pagamento de juros

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em agosto, o governo apresentou um superávit primário de R$ 8,091 bilhões, inferior ao resultado do mesmo período de 2006 (superávit de R$ 13,182 bilhões), porém superior ao registrado em julho, de R$ 7,904 bilhões.

No acumulado em 12 meses, o superávit soma R$ 101,861 bilhões, o que representa uma queda frente ao acumulado em doze meses de julho, que marcou R$ 106,953 bilhões.

Na base de comparação mensal, o pagamento de juros também caiu, ao passar de R$ 14,087 bilhões em julho de 2007 para R$ 10,948 bilhões em agosto. No mesmo período de 2006, o pagamento de juros foi de R$ 15,569 bilhões.

Aprenda a investir na bolsa

Foi registrado também uma melhora no resultado nominal, que passou de um déficit de R$ 6,184 bilhões em julho de 2007 para um déficit menor de R$ 2,858 bilhões no oitavo mês deste ano, de acordo com a Nota de Política Fiscal divulgada pelo Banco Central nesta manhã. No mesmo período de 2006, foi registrado déficit de R$ 2,387 bilhões.

Resultados em relação ao PIB

Em relação ao PIB e considerando o fluxo em 12 meses, a participação dos gastos com juros nominais ficou em 6,20% no período terminado em agosto, enquanto a parcela fora de 6,43% em julho.

A relação do superávit primário, por sua vez, teve um decréscimo ao passar de 4,35% para 4,12% do PIB, na mesma base de comparação. Com isso, o déficit nominal passou de 2,07% do PIB em julho, para 2,08% do PIB em agosto.

A tabela abaixo compara a evolução da NFSP em agosto de 2007, com aquela registrada no mesmo período do ano passado.
























R$ BilhõesAgo/07Ago/06Var%
NFSP*+2,858+2,387+19,73%
Juros nominais*+10,948+15,569-29,68%
Resultado
primário*
-8,091-13,182-38,62%

*(+)Déficit (-)Superávit
Fonte: Banco Central

PUBLICIDADE