Ministérios

Renan não impedirá nomeação de Henrique Alves para o Turismo, diz o Globo

Indicação ao favorito para ocupar a pasta não terá oposição do presidente do Congresso, de acordo com informações do jornal o Globo

SÃO PAULO –  O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB) negou ter qualquer participação no impasse na nomeação do novo ministro do Turismo, segundo o blog Panorama Político, do jornal O Globo. Padrinho do ex-ministro da pasta, Vinícius Lage (PMDB), Renan diz não se opor à nomeação do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB). 

O presidente do Congresso teria dito: “Nomear ou exonerar ou pedir me coloca em contradição com a defesa que tenho feito da redução de Ministérios. Seria uma incoerência inominável. Não posso entrar no processo. Já falei com ela (presidente Dilma). A decisão não é minha!”

A LCA Consultores lembra que Henrique Alves é do grupo do atual presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), um dos maiores líderes da oposição velada ao governo dentro do maior partido da base aliada. Para a consultoria, junto com as últimas indicações, a presidente Dilma Rousseff (PT) indicaria com o nome de Henrique Alves procurar melhorar as relações com o PT e o PMDB.

PUBLICIDADE

Dilma indicou para a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) o ex-deputado estadual do PT Edinho Silva, tesoureiro da campanha presidencial em 2014. Edinho Silva também tem bom trânsito com o ex-presidente Lula. Além disso, a presidente nomeou o professor de ética e filosofia política da USP Renato Janine Ribeiro para o Ministério da Educação (MEC). Janine é um nome bem visto pelo PT.