STOCK PICKERS AO VIVO Fernando Fontoura, da Persevera Asset, e Betina Roxo, estrategista chefe na Rico, contam o que esperar da temporada de resultados

Fernando Fontoura, da Persevera Asset, e Betina Roxo, estrategista chefe na Rico, contam o que esperar da temporada de resultados

Senado

Renan explica andamento do impeachment e diz que comissão será eleita na terça

Bloco do PT/PDT deverá ter 4 integrantes, enquanto o PMDB deve ficar com a relatoria ou a presidência da comissão especial

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após conversar com diversos líderes de partidos, o presidente do Senado, Renan Calheiros, começou a divulgar nesta terça-feira (19) as primeiras informações sobre como será o andamento do processo de impeachment na Casa, começando pela leitura do processo ainda hoje. Com isso, será aberto um prazo de 48h para que os partidos indiquem seus nomes para formar a comissão.

A grande questão é que existem mais de 21 partidos no Senado, mas são apenas 21 vagas na comissão especial, portanto, nem todas as siglas serão representadas nesta equipe julgadora. Diante deste fato, a expectativa é que a formação ocorra por blocos de partidos.

Segundo o senador Jorge Viana (PT-AC), o bloco PT/PDT terá 4 integrantes na comissão, enquanto Eunicio Oliveira, líder do PMDB na Casa, disse que irá indicar 5 nomes para o grupo. Além disso, o peemedebista afirmou que a sigla ficará com a relatoria ou com a presidência da comissão.

Aprenda a investir na bolsa

Renan Calheiros confirmou que a formação ocorrerá na terça-feira (26) e que ele só irá indicar algum nome se os partidos não o fizerem. “A expectativa é que, na próxima terça-feira, vamos eleger a comissão especial, que é quem ditará o ritmo da instrução processual”, completou o presidente do Senado.