Senador

Renan Calheiros faz discurso em defesa de Lula e critica condenação “sem provas” por Sérgio Moro

Sem citar nominalmente o petista, ex-presidente do Senado diz ter certeza que o resultado será revertido na segunda instância

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Horas após de ser divulgada a decisão do juiz federal Sérgio Moro por condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e meio de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção no caso do tríplex no Guarujá (SP), muitas manifestações foram feitas em apoio à decisão do magistrado ou do líder petista. No Senado, chamou atenção o breve discurso do ex-presidente da casa Renan Calheiros (PMDB-AL), que, sem citar Lula nominalmente, criticou o que chamou de “condenação sem provas”.

De olho nas eleições de 2018, quanto tentará renovar seu mandado de senador, e na popularidade de Lula em seu estado, o peemedebista tem buscado uma reaproximação do petista. O movimento ocorre no mesmo momento em que Renan adota postura crítica ao impopular governo de Michel Temer e sua agenda de reformas.

Leia a transcrição do trecho do discurso do senador, segundo registro do Senado Federal:

Aprenda a investir na bolsa

O SR. RENAN CALHEIROS (PMDB – AL. Sem revisão do orador.) – É só um testemunho.
Em primeiro lugar, eu queria cumprimentar V. Exª, porque V. Exª está certíssimo com relação a não autorizar recesso branco – certíssimo, certíssimo!
Em segundo lugar, Sr. Presidente, em apoio também a V. Exª, há um desejo muito grande aqui do Plenário para que nós possamos convalidar os incentivos fiscais. Esse é um compromisso desta Casa. Outro dia, todos nós assumimos um compromisso com o Senador Ronaldo Caiado e estamos prontos para fazê-lo hoje.
Em terceiro lugar, é uma palavra a respeito de algo sobre o qual eu não posso calar. Nunca, nunca, nunca, é admissível que se condene sem provas, muito mais, Sr. Presidente, quem tirou o Brasil do Mapa da Fome e foi reconhecido pelos líderes mundiais. Ainda bem que nós temos a certeza de que, na instância seguinte, nós vamos reparar.
Muito obrigado.