RADAR INFOMONEY AO VIVO Privatização de refinarias da Petrobras é julgada pelo STF; entenda o que está em jogo

Privatização de refinarias da Petrobras é julgada pelo STF; entenda o que está em jogo

Renan Calheiros é reeleito à presidência do Senado por mais dois anos

O deputado defendeu a independência e transparência do Congresso no discurso de dez minutos que fez antes da votação

SÃO PAULO – Renan Calheiros, do PMDB, foi reeleito, nesta quinta-feira (1), para ocupar a presidência do Senado pelos próximos dois anos, com 51 votos. Em seu discurso, anterior à posse, o senador defendeu a independência e a transparência do Congresso.

O outro candidato concorrente, José Agripino, do PFL, teve 28 votos. A eleição aconteceu logo depois da reunião na qual aconteceu a posse dos 27 novos senadores eleitos em outubro.

Propaganda eleitoral

Pela primeira vez no Congresso Nacional os candidatos puderam apresentar suas propostas por 10 minutos cada um antes da votação. José Agripino elogiou a civilidade da disputa e afirmou que o Congresso precisa ter capacidade de iniciativa.

PUBLICIDADE

Ambos os candidatos criticaram o excesso de medidas provisórias que, segundo eles, atrapalham a operação da Casa. O deputado do PFL sugeriu uma rotatividade para a indicação dos relatores das MPs, que passariam a influenciar menos na decisão final.

Renan Calheiros propôs um “filtro severo” para as MPs, pelo qual só passariam as mais urgentes. O candidato ainda falou sobre sua gestão, citando diversas medidas aprovadas nos últimos dois anos.