Renan Calheiros deve ser ouvido pelo Conselho de Ética na próxima semana

Convite depende da comissão de relatores receber, até a próxima quinta-feira, o resultado da perícia feita pela PF

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O presidente do Senado, Renan Calheiros, deve ser ouvido pelo Conselho de Ética da Casa na próxima semana. A expectativa é do senador Renato Casagrande, um dos três relatores do processo que investiga se a empresa Mendes Júnior pagou despesas pessoais de Renan.

No entanto, o convite para que Renan Calheiros esclareça as dúvidas dos conselheiros na próxima semana depende da comissão de relatores receber, até a próxima quinta-feira (16), o resultado da perícia feita pela Polícia Federal em documentos apresentados pelo senador para comprovar rendimentos agropecuários, disse Casagrande.

O relator lembrou que, pelo regimento interno da Casa, nesse caso, o senador tem cinco dias corridos para analisar o resultado da perícia técnica da Polícia Federal, que resume-se à verificação da autenticidade dos documentos apresentados.

Novo relator

PUBLICIDADE

Nesta terça-feira, Casagrande e a senadora Marisa Serrano comunicaram ao presidente do Conselho de Ética, Leomar Quintanilha, que não vão aceitar relatar o novo processo contra Renan, relacionado à denúncia que o liga à empresa Schincariol.

Já o senador Almeida Lima, que relata ao lado de Casagrande e Serrano a primeira representação contra Calheiros, afirmou estar disposto a assumir a função, mesmo sem a companhia dos outros dois senadores.