Reunião

Renan Calheiros decide não participar de jantar com Dilma e PMDB

Presidente do Congresso Nacional afirmou que a instituição é mais importante que a condição partidária, mas elogiou o encontro como "aprimoramento da democracia"

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O presidente do Senado, Renan Calheiros, decidiu não participar de jantar com a presidente Dilma Rousseff (PT) e membros do PMDB. “Decidi abster-me do jantar entre o PMDB, a Presidente da República e ministros, em que se discutirá a coalizão”, disse em nota por e-mail.

Renan justificou sua ausência dizendo que o Presidente do Congresso Nacional “deve colocar a instituição acima da condição partidária”, mas disse considerar que o encontro é um “aprimoramento da democracia”. 

Para o jantar, também foram convidados o presidente nacional do PMDB e vice-presidente da República, Michel Temer, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), os seis ministros do PMDB e os líderes do partido no Congresso Nacional.

Aprenda a investir na bolsa

A presidente Dilma tem tentado se reaproximar do PMDB depois dos estremecimentos recentes das relações entre o Planalto e o partido em ocasiões como a da eleição do presidente da Câmara dos Deputados, na qual os dois partidos disputaram.