Renan Calheiros afirma que crise não irá paralisar atividades no Senado

Estratégia do presidente do Senado agora é retomar as atividades da Casa para tentar sair do foco da crise

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), afirmou nesta sexta-feira (22), que, mesmo com o processo aberto contra ele no Conselho de Ética, não há crise institucional no Senado e nem risco de paralisação das atividades na Casa.

Renan ainda disse que nesta semana o Senado votou duas medidas provisórias, recebeu chefes de Estado e as comissões permanentes funcionaram normalmente. “Eu não vou permitir que o Senado entre em crise institucional. Quem está pensando nisso está redondamente enganado”, afirmou o senador.

A estratégia do presidente do Senado agora é retomar as atividades da Casa para tentar sair do foco da crise. Aliados do senador, que antes defendiam a votação imediata do relatório do caso Renan, agora querem postergar a votação na tentativa de esfriar o mal estar.

O caso

Aprenda a investir na bolsa

Renan é acusado de usar o lobista Cláudio Gontijo, da Mendes Júnior, para pagar aluguel e pensão à jornalista Mônica Veloso, com quem o peemedebista tem uma filha e responde também por supostas contradições em notas fiscais apresentadas.

O presidente do Conselho de Ética do Senado, Sibá Machado (PT), enfrenta dificuldades para encontrar um senador da base aliada disposto a ocupar a relatoria do processo contra Renan. O impasse sobre o novo relator teve início depois que o senador Epitácio Cafeteira (PTB) deixou o cargo, na última segunda-feira, alegando problemas de saúde. Cafeteira pediu o arquivamento do caso.