Relator pede arquivamento de processo contra Renan Calheiros

Decisão foi tomada por falta de provas e votação é adiada com pedidos de vista de vários senadores

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O parecer do relator do processo contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), no Conselho de Ética, sobre as investigações requeridas pelo P-SOL, foi concluído na tarde desta quarta-feira (13) e foi pedido o arquivamento do processo.

O relator, Epitácio Cafeteira, optou por esta decisão devido à falta de provas contundentes contra o senador e afirmou que a representação sequer mereceria ser admitida e que a defesa do senador Renan Calheiros acabou com todas as suspeitas que foram contra ele levantadas.

Pedidos de vista adiam votação

Vários senadores, após a leitura do relatório, pediram vista ao parecer de Cafeteira. O senador Jefferson Péres (PDT) disse que só recebeu a documentação de defesa de Renan às 23h30 da última terça-feira, não havendo tempo suficiente para analisar o relatório.

PUBLICIDADE

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), informou que o presidente da Casa suspendeu a sessão deliberativa desta quarta-feira para que os integrantes do Conselho de Ética possam ouvir as argumentações de seu advogado de defesa, Eduardo Ferrão, e do senador José Nery (P-SOL), que fala em nome do partido autor da representação.

Em função do pedido de vista do processo, A votação do relatório de Cafeteira, que poderia acontecer nesta quarta-feira, foi adiada para a próxima sexta-feira.