Relator afirma a revista que Petrobras pode não ser única operadora do pré-sal

Notícia foi publicada no site da Exame; estatal diz que não fará comentários enquanto marco regulatório estiver no Congresso

SÃO PAULO – A Petrobras (PETR3, PETR4) pode não ser a única operadora do pré-sal. A informação foi dada nesta sexta-feira (21) por um blog da revista Exame. De acordo com a matéria, um dos relatores do pré-sal, o senador Delcídio Amaral, afirmou que a estatal não deverá ter exclusividade na exploração do petróleo das reservas do pré-sal.

Procurada pela InfoMoney, a assessoria de imprensa da Petrobras afirmou que enquanto o marco regulatório estiver tramitando no Congresso, a empresa não fará comentários sobre o assunto.

“Estamos fazendo ponderações nesse sentido, a fim de tornar o modelo de exploração mais eficiente”, disse Amaral.

PUBLICIDADE

Pré-sal SA
Segundo a matéria, Amaral disse ainda que outra possível mudança no projeto diz respeito ao poder de veto da Pré-Sal SA, a empresa governamental a ser criada e que deverá ser responsável por administrar a exploração do pré-sal. “Da forma que está no texto, o poder de veto da empresa é ilimitado (…). O melhor é que o veto diga respeito única e exclusivamente à exploração e comercialização do produto”, afirmou o senador.