AO VIVO VP da Raia Drogasil conversa ao vivo com gestor; veja stock picking acontecendo na prática

VP da Raia Drogasil conversa ao vivo com gestor; veja stock picking acontecendo na prática

Rede social

Reincidente: computador do governo federal é usado para criticar Alckmin na Wikipedia

A mudança foi realizada na última quarta-feira, no verbete do sistema Cantareira para incluir crítica à atuação de Alckmin na crise hídrica pela qual o estado passa

SÃO PAULO – Mais uma vez, a rede de internet do governo foi usada para alterar páginas relacionadas a políticos da Wikipédia, de acordo com o revelado pelo jornal O Globo. Desta vez, o Ministério das Cidades incluiu críticas ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que concorre à reeleição. 

A mudança foi realizada na última quarta-feira, no verbete do sistema Cantareira para incluir crítica à atuação de Alckmin na crise hídrica pela qual o estado passa. “Apesar dos esforços da Sabesp e do governador Geraldo Alckmin, a demora em assumir que o reservatório estava com volume baixo e as frequentes afirmações de que ‘não há crise’ começou a atrair uma atenção imensa de jornais e também da mídia alternativa”, destacou o trecho. 

A crítica ao governador de São Paulo foi feita a partir do IP 200.198.212.145 (espécie de identidade), do Ministério das Cidades. Ela não entrou na página do governador, mas sim em páginas relacionadas a ele. 

PUBLICIDADE

O Ministério das Cidades iniciou a apuração dos fatos e informa que não foi utilizado equipamentos do ministério. Informa, ainda, que os comentários alterados não são agressivos e dizem respeito a informações de domínio público sobre abastecimento de água no Sistema Cantareira.

A alteração foi detectada imediatamente pelo perfil de Twitter @brwikiedits – um robô programado para vasculhar todas as edições na Wikipédia feitas a partir de redes do governo federal, inspirado em iniciativas idênticas feitas no exterior.

Reincidente
No início do mês, além de alterar páginas de políticos, a rede de internet do Palácio do Planalto foi usada para fazer mudanças nos perfis de jornalistas no Wikipédia em maio de 2013, de acordo com reportagem do jornal O Globo.

De acordo com o jornal, o IP 200.181.15.10, da Presidência, alterou os verbetes de Miriam Leião e de Carlos Alberto Sardenberg, ambos da Rede Globo. Em resposta ao jornal, a Presidência da República diz que não foi responsável pelo ato.

Já no final de julho, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo, onze computadores do Planalto teriam sido usados para editar páginas da Wikipédia do ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha (PT), do Movimento Passe Livre e do ex-governador José Serra (PSDB-SP), entre 2008 e 2014.

(Com Agência Estado)