Destaques

Reforma trabalhista, medidas anticorrupção e crédito de Temer: as notícias do radar político

Veja as principais notícias desta quarta-feira no Radar Político

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Com o recesso parlamentar em curso, o noticiário de Brasília ganhou um tom mais “burocrático”, com negociações de bastidor em curso, mas sem a agitação que um dia de Congresso em atividade traz. As informações que mais circulam na imprensa no campo político envolvem esforços do governo na promoção de uma agenda de recuperação da atividade econômica e credibilidade do mercado, embora alguns percalços no caminho ainda inspirem ceticismo e preocupação.

Confira as principais notícias do Radar Político:

Governo enviará ao Congresso até o final do ano três propostas trabalhistas
O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, afirmou que o governo do presidente interino, Michel Temer, vai enviar ao Congresso, até o final do ano, três propostas na área trabalhista: atualização da CLT, regulamentação da terceirização e transformação do PPE (Programa de Proteção ao Emprego) em algo permanente. [leia mais clicando aqui]

PUBLICIDADE

Governo esgotará alternativas antes de contingenciamento, diz ministro
O governo do presidente interino, Michel Temer, esgotará “todas as alternativas” antes de realizar um contingenciamento nas despesas federais previstas para o ano. Segundo o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, o congelamento de recursos é palavra “desconhecida” à gestão. Apesar das afirmações, o que se ouve nos bastidores é que alguma tesourada é inevitável, mas deve ser menor que R$ 20 bilhões. [leia mais clicando aqui]

Contra crise, Temer pede definição de agenda de estímulos
A contragosto do presidente interino, Michel Temer, a reunião do núcleo do governo terminou ontem sem que fossem anunciadas novas medidas para reaquecer a economia. Temia-se que o peemedebista incorresse ao mesmo erro da presidente afastada, Dilma Rousseff. A equipe econômica defende que o momento é de tapar os buracos do déficit público e recuperar a confiança do mercado. [leia mais clicando aqui]

Empresa suspeita de elo com Jucá obteve R$ 30 milhões
Segundo o Ministério Público Federal, a Ibatiba Assessoria recebeu repasses e teria sido utilizada para enviar propina ao senador Romero Jucá (PMDB-RR), de empresas investigadas na Operação Lava Jato. Em delação premiada homologada em abril, o ex-diretor de Engenharia da Andrade Gutierrez Flávio Barra afirmou que o parlamentar havia indicado como os repasses deveriam ser feitos. Asa alegações são de que a Ibatiba era uma das empresas de fachada usadas no esquema de escoamento de propina paga pela empreiteira pela construção da Usina Angra 3, no Rio de Janeiro. [leia mais clicando aqui]

MPs de Temer podem levar TCU a mudar julgamento de Dilma
O Tribunal de Contas da União deve dar, nesta quarta-feira, aval para o presidente interino, Michel Temer, editar uma medida provisória autorizando gastos extras, mecanismo que pode levar a uma revisão sobre as irregularidades no uso dese artifício pela presidente afastada, Dilma Rousseff. Reservadamente, os ministros do órgão têm manifestado que não há diferença substancial entre as medidas provisórias editadas pela petista e as que o atual mandatário defende. [leia mais clicando aqui]

Maia deve pôr em votação até dezembro dez medidas contra corrupção
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), prometeu concluir a votação sobre o pacote de medidas contra a corrupção, projeto de iniciativa popular encabeçado pelo Ministério Público Federal, até dezembro. Relator na comissão especial que trata do projeto, o correligionário Onyx Lorenzoni (RS) prometeu elaborar um cronograma de trabalhos a ser apresentado na volta do recesso branco do Congresso. [leia mais clicando aqui]