Reforma da saúde nos EUA pode cortar gastos de US$ 138 bilhões em 10 anos

Projeções do Escritório de Orçamento do Congresso norte-americano reforçam argumento democrata sobre o projeto

SÃO PAULO – A reforma do sistema de saúde pública dos EUA poderá levar à redução de US$ 138 bilhões do déficit fiscal projetado para o país nos próximos dez anos, afirmou o CBO (Escritório de Orçamento do Congresso).

De acordo com o líder governista da câmara dos representantes, Steny Hoyer, o CBO espera que a redução de despesas seja mais expressiva na década seguinte, quando poderão ser evitados gastos de US$ 1 trilhão.

Negociação
O estudo do órgão oficial reforça o argumento do partido democrata de que a reforma do sistema de saúde reduziria os gastos do governo, ao mesmo tempo em que ampliaria a cobertura de saúde para cerca de 30 milhões de norte-americanos desprovidos de atendimento privado ou público.

PUBLICIDADE

Todavia, as eventuais modificações que o projeto venha a sofrer na tramitação pelas duas casas do congresso levariam a alterações nas projeções do CBO.