Corrupção na Petrobras

Receita vai cobrar R$ 1 bilhão em impostos de empreiteiras acusadas na Lava Jato

As empresas envolvidas têm contratos que somam R$ 59 bilhões com a Petrobras entre os anos de 2003 a 2014

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A Receita Federal irá cobrar R$ 1 bilhão de empreiteiras acusadas na Operação Lava Jato através de impostos não pagos, multas e juros pelo uso de empresas de fachada e outros crimes. A operação investiga um esquema de corrupção na Petrobras. 

O coordenador de Pesquisa e Investigação da Receita Federal Gerson Schaan realizou esta estimativa, de acordo com a Folha de S. Paulo e, segundo ele, já é possível calcular esse valor com base em provas de ilícitos tributários e aduaneiros obtidos na operação. 

As empresas envolvidas têm contratos que somam R$ 59 bilhões com a Petrobras entre os anos de 2003 a 2014.

PUBLICIDADE

Vale ressaltar que a a investigação da Polícia Federal descobriu, na sétima fase da Operação Lava Jato, que as contas bancárias das empresas MO Consultoria e GFD Investimentos, controladas pelo doleiro Alberto Youssef, receberam R$ 90 milhões entre 2009 e 2013. Por meio da quebra de sigilo fiscal, a PF identificou que o valor foi depositado pelas empreiteiras Mendes Júnior, Engevix, Galvão Engenharia e OAS, cujos dirigentes tiveram prisão decretada pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba.

(Com Agência Brasil)