Operação Lava Jato

Receita faz devassa nas declarações de 41 políticos, diz site; Cunha estaria entre eles

Há pouco mais de duas semanas, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) afirmou que foi convocado pela Receita para apresentar documentos que comprovem sua renda no período de 48 meses

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Segundo informações do site Fato Online,Secretaria da Receita Federal está realizando uma devassa nas declarações de renda e patrimônio de 41 políticos que tiveram os seus nomes envolvidos na Operação Lava Jato.

Os alvos da devassa fazem parte da lista de Rodrigo Janot, procurador geral da República, que pediu a abertura de inquérito contra 47 políticos citados nas investigações da Lava Jato. Entre os políticos da lista do Janot, estão os presidentes da Câmara e do Senado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Renan Calheiros (PMDB-AL). 

De acordo com o apurado pelo site, as investigações fazem parte de uma força-tarefa criada dentro do órgão para avaliar a evolução patrimonial e movimentação financeira dos envolvidos.

Aprenda a investir na bolsa

Segundo o site, o trabalho da Receita vai gerar “novas dores de cabeça e irritações” para os políticos mencionados. Há pouco mais de duas semanas, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) afirmou que foi convocado pela Receita para apresentar documentos que comprovem sua renda no período de 48 meses. Ele classificou o pedido como “um constrangimento a um chefe de poder”  e se disse vitima de uma devassa fiscal e creditou a atuação dos fiscais a perseguição política do governo.

O peemedebista foi citado em depoimento feito pelo ex-consultor da Toyo Setal Júlio Camargo, dizendo que o deputado teria recebido US$ 5 milhões como pagamento de propina.